segunda-feira, 17 de maio de 2010

Jornalistas dissertam sobre os prós e contras do webjornalismo em coletiva

A busca incessante por informações em tempo real é a principal dificuldade do jornalismo atual. Esse foi o foco da entrevista coletiva feita aos jornalistas Márcio Gomes do site Correio do Povo e André Roca do Clic RBS que estiverem no IPA nessa segunda-feira a noite, falando sobre webjornalismo e os novas ferramentas na comunicação André Roca que trabalha a dez anos no Grupo RBS, destacou a importância das ferramentas twitter e cover it live a última proporciona aos jornalistas a oportunidade de postar matérias em tempo real de forma rápida e fácil. Ele completa ainda ressaltando, que antigamente os profissionais eram 'empacotadores de notícias', ou seja, só reproduziam o que saia no jornal. Atualmente, porém as reportagens online possuem um tratamento diferenciado explica Roca “Hoje o site clic RBS busca uma visão diferente da notícia, eles possuem a preocupação de gerar um conteúdo, um produto criado.” Roca comentou que o jornalista atual precisa estar sempre bem informado, ou seja, saber um pouco sobre cada assunto independente da sua área de interesse. “Não adianta saber só de esporte hoje, é preciso ser bem informado.” O jornalista Marcio Gomes marcou a sua presença na entrevista dissertando sobre questões fundamentais no webjornalismo, como por exemplo, a busca incessante por informação, “nós buscamos informações com o repórter, ligamos para as fontes, vamos atrás da notícia.” explica. Gomes comenta ainda que o barulho na redação não o desconcentra, pelo o contrário o ajuda a estar bem informado. “Só consigo trabalhar com rádio, e TV ligados e olhando vários sites.” Ele admite ainda que ao escrever precisa se preocupar não só com um público específico, mas com toda a população, por isso sua linguagem é simples e direta e os termos técnicos possuem tradução. André Roca e Márcio Gomes admitem que a pressão das redações de web é grande, pois é preciso publicar informações constantemente, porém os dois jornalistas aprenderam a lidar com esse obstáculo, como nos conta Roca “Não pode se preocupar em errar, e se errar é preciso se preocupar em aprender com o erro.” A respeito da interatividade que a internet proporciona, Roca afirma que as respostas dos internautas servem como incentivo, além de ser um meio de corrigir erros e estimular um trabalho mais voltado para o público. Os dois jornalistas comentam que tanto na RBS, quanto no Correio do Povo não há contratação de profissionais da comunicação sem o diploma. O analista de esportes André Roca comenta ainda que na redação da RBS todos sabem para qual time de futebol seus coletas de trabalho torcem não existindo pressão nesse sentido. No final da coletiva, porém, ele não revelou seu clube de coração e brincou com os jornalistas afirmando que torcia pelo esporte clube São José, time de pouca representatividade na capital gaúcha.

Assista o vídeo de André Roca falando sobre a postura dos jornalistas perante aos internautas

video

Veja trabalhos de André Roca e Márcio Gomes nos links:

http://www.clicrbs.com.br/blog/jsp/default.jsp?source=DYNAMIC,blog.BlogDataServer,getBlog&pg=1&template=3361.dwt&tp=§ion=Blogs&&blog=74&tipo=1&coldir=1&post=17120

http://www.correiodopovo.com.br/Opiniao/?Blog=Do%20Leitor

Bruna Geremias e Taffarel Marinho

Nenhum comentário: